#Mudámos-nos!

O BabyTime fez um ano em agosto e decidi que estava na altura de o mudar e de melhorar os cantos à casa. Este não é na realidade o meu primeiro blog, é o terceiro de dois projetos em que participei anteriormente (o extinto Diário do meu Closet e o Daily Me). Mas, como dizem que à terceira é de vez, foi neste que encontrei o caminho certo, talvez por ser o que melhor retrata a minha essência e a minha forma de estar com a vida.

A vida é assim. As mudanças fazem parte e são precisas para nos sentirmos realizados. Migrámos para outra plataforma (onde poderão encontrar todos os conteúdos publicados até agora) e em breve este blog será extinto. Se quiserem continuar a acompanhar esta mãe irrequieta, este feliz aprendiz e as nossas aventuras em família, podem fazê-lo aqui: www.bbytime.blogspot.pt.

Espero que gostem.

Beijos e abraços.

 

 

Anúncios

#DIY: 8 posters grátis para girls rooms

Setembro dita renovações e mudanças e este é dos uptades de decor mais simples que podem fazer no quartinho das princesas. Só precisam de 1) imprimir um ou vários dos posters abaixo 2) comprar uma moldura IKEA para pendurar na parede ou, ainda mais low cost 3) colar os prints com washi tape à parede (encontram facilmente na Tiger).

4c4740c2d567558571a65dca0971d5cd

9bfcdebfd99fc3387550a300da45e318

a9e4c2aaea6a33af384be3bed93950e0

HTB1O4IqKVXXXXbbapXXq6xXFXXXv

8dc7ea227fe0641babaf6ab0d4f1993f

601a25dc91f599fd7ef0260ec1b2f3e9

ee181fbe468d6eee84331ef94c4e8244

b8c337ef89c910c200f31344e6483e4b

Podem ver mais aqui: http://bit.ly/2bnMmCj

#Amanhã há “Hora do conto” no Alegro Alfragide

Cartaz Martine_Miúdos Alegro_Alfragide

Sem planos com os miúdos para este fim-de-semana? Que tal uma Hora do Conto depois do almoço?

O Alegro Alfragide promove amanhã um evento de literatura infantil em torno das aventuras da jovem Martine, que aqui para nós será sempre a Anita e cujas histórias continuam a fazer as delícias dos mais novos.

Pais e filhos podem amanhã reunir-se na Praça Principal (Piso 0) para conhecerem e viverem o mundo encantado do universo Martine. E há mais, depois das histórias, os petizes vão poder brincar com jogos e pinturas. O melhor desenho vai habilitar o seu autor a levar para casa uma coleção dos Clássicos da Martine, composta por 6 livros.

Se tiverem miúdos tão loucos por livros como o meu, apontem na agenda.

Para os mais despachados, podem aproveitar e comprar os livros aqui:
Anita - www.wook.ptBeijos e bom fim-de-semana!

#Das surpresas da vida: bem-vindo Renato!

Tenho tanto para contar das férias, mas não resisto a começar pelo fim pois lá em casa andamos todos em modo namoro. Calma, não é o que estão a pensar, mas a verdade é que aumentámos a família e da forma mais inesperada (texto longo, mas feliz).

Sem Título

Na segunda-feira aproveitei o último dia livre com o petiz para acordar cedo e ir até à Arrábida fazer uma espécie de programa de encerramento das férias. Saímos de casa cedo, pelas 9h00 já estávamos na ponte Vasco da Gama a contar os barquinhos de pesca no rio e a ouvir música na rádio.

O caminho corria bem, mas como da última vez a minha inexperiência me fez avançar e ir parar à praia do Portinho da Arrábida e desta vez queria mesmo ficar em Galápos na subida para a serra resolvi encostar para ligar o GPS (não fosse o puto distrair-me com as mil e uma perguntas que faz sobre tudo e sobre nada ou eu voltar a baralhar-me). Parei o carro e peguei no telemóvel, começo a ouvir sons, ignoro, oiço um segundo barulho e percebo que é de um gato, continuo a colocar as direções no GPS e o barulho de desespero e chamativo do bicho começa a entrar-me na cabeça. Não aguentei, tirei o cinto, sai do carro e segui atrás do som. Logo ali, no meio das silvas, vejo um vulto cinzento e branco que ao contrário dos gatos vadios não fugiu a sete pés de mim. Voltei para o carro e tirei um pedaço do pão que levava para o almoço na praia, atirei o primeiro miolo de pão e ele devorou-o com toda a fome do mundo e começou a aproximar-se de mim enquanto miava cada vez mais alto. Queria atenção! O Duarte curioso no carro gritava para sair e mal chegou ao pé dele a reacção foi “oh um gatinho tão giro mãe”. E tal como ele, perante os meus olhos aquele gatinho também me deixou logo apaixonada. Peguei nele, nem ofereceu resistência, estava fraco de fome, magro e desidratado. Já com o gato dentro do carro e a miar desalmadamente por comida, surgem os primeiros pensamentos “e agora como vou para a praia com o gato?“, “volto para casa depois de uma hora de caminho até aqui?”, “tenho que pô-lo num site para adoção, OLX ou União Zoófila“.

Entre mil ideias a saltar, ocorreu-me ir procurar um armazém chinês para lhe comprar uma caixa de transporte, afinal de contas, se há sitio onde se vende de tudo é lá e ter o gato à deriva no carro podia não correr bem. Pedi indicações a um taxista e assim foi, adquiri uma caixa de transporte e um comedouro. Pelo meio ligo para a cara metade a contar o sucedido, ele estava cheio de trabalho e em estilo de aprovação só me disse “manda foto”. Segundo pensamento: comida, ele precisa de comida! E lá vai ela para um Pingo Doce comprar latinhas de comida para gato. Terceiro pensamento: ligar a uma amiga de Setúbal para pedir indicações sobre algum local onde ele pudesse ficar, por ali conhecia o shopping e pouco mais. Obrigado Sara, Definitivamente São Dois! pela indicação de um local que fazia pet sitting. Problema, o local, a Love Pets, só faz dog sitting, pelo que ficar lá com um gato era quase igual a atirá-lo aos leões. Foram super simpáticos e indicaram-me a Patas e Penas. Mais uma voltinha em Setúbal e lá chegámos, já cansados de tantas voltas e de uma manhã “perdida” pelas ruelas da cidade. Aceitaram ficar com ele mediante uma tarifa diária (suspirei de alívio), aproveitei para perguntar se era gato ou gata e fui informada de que era um menino (menos mau), decidi naquele momento que iríamos ficar com ele e pedi para o desparasitarem e verem as condições de saúde em que ele estava.

Chegámos à praia pelas 13h20, a hora ideal para levar uma criança para a praia (not). Entre mergulhos naquela água maravilhosa, um almoço à beira-mar, fotografias e conversas sobre o gato debaixo do chapéu de sol, às 15h00 já o Duarte me abraçava com esperteza a pedir para o irmos buscar. Aguentei-o até às 16h00 e lá fomos. Pelo caminho, o Duarte escolheu o nome, inspirou-se nos desenhos animados “O Rato Renato” e disse que queria que ele fosse o gato Renato, e assim foi. Chegámos à Patas e Penas e não só tinham desparasitado o nosso menino por dentro e por fora como lhe deram banho, cortaram as unhas e foi visto pela médica veterinária, perfeito, pois assim senti confiança para deixar o Duarte abraça-lo, mima-lo e tudo e tudo e tudo. Não sabemos a idade, mas ronda os 4/5 meses. Agora… as fotos do nosso Renato já instalado em casa, digam lá se resistiam a virar-lhe costas no mato? Não posso afirmar que foi abandonado, mas sei que um gato vadio teria fugido e que o sentido de orientação dos gatos os leva de volta a casa, portanto, tendo em conta o local isolado e descampado onde o achei, para mim a teoria com mais força é mesmo a do abandono 😦 ainda há bem pouco tempo tinha falado do tema aqui no blog.

Um final de férias feliz, fora dos planos, mas que nos tornou mais ricos! Loucos…com 5 cães e um segundo gato…mas felizes!

SAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURES

Próximo passo, a castração, que sítios/vets recomendam? Já liguei para algumas clínicas e os preços são dispares.

Também vos poderá interessar-vos ler: https://blogbabytime.com/2016/07/27/podia-viver-sem-eles-podia-mas-nao-era-a-mesma-coisa/ 

E já agora, se quiserem explicar mais aos vossos pequenos sobre a adoção, deixo-vos uma sugestão muito fofinha de leitura:

Bruno, Branca e a Estrela dos Desejos - www.wook.pt

#3 Sítios (quase) secretos para escapadinhas com crianças

Porque o mês de setembro ainda apela a uns dias fora da cidade em família, e porque sou fã de sítios alternativos e pouco explorados, hoje trago-vos 3 sugestões que me enchem as medidas e me dão vontade de fazer as malas (por incrível que pareça)! Curiosos? Aqui vão:

1.

BUNGALLOWS PARQUE CAMPISMO DE MIRA 

bungalowexterior01bungalowexterior02bungalowexterior08bungalowexterior11

Ficam num parque de campismo e imaginem, têm vista privilegiada sobre o rio Mira, fosse a água mais azul e quase que pareciam as water villas das Maldivas. Cada Bungallow tem kitchenette, zona de refeição e estar, WC e um quarto de dormir. Todos têm varanda virada para o Lago do Mar.

Preço por noite para 4 pax em setembro: 61,50 €

2.

PARQUE RURAL DO TAMBOR

DSC00978-1024x768DSC01294-1024x684site-11-1024x682site-2-1024x683

Já pensou dormir numa Caravana Cigana? Adormecer com os sons do campo e acordar com as ovelhas? No Parque Rural do Tambor, em Aveiras de cima, a 30m de Lisboa, pode escolher dormir numa destas caravanas. Se gostar mais de cores fortes escolha a Maria Papoila, se gostar mais de tons pastel escolha a Maria Violeta. Cada Caravana tem: uma cama de casal, com opção de um colchão suplementar ou berço; aquecimento, rádio e rede mosquiteira; mini casa-de-banho com duche. Para informação de preços sugiro que contactem através do site.

3.

THE WALNUT TREE FARM

a0c925d5a3d45c9d9a569081164f05b9

boomhut-portugal-walnut-tree-farm-33.png

5.pngQuerem aventura à séria em modo Tom Sawyer? Dormir numa casa na árvore, andar de pés descalços, dar comida aos animais e correr pelo campo? Então é mesmo aqui que vão ter que parar. A 8 minutos de Aljezur este turismo rural resulta da reabilitação de uma antiga quinta de forma ecológica. As casas funcionam a energia solar e existe uma piscina ecológica para se refrescarem no local.

Tree House, preço por semana: 400€ / Preço por noite: 120€

Bons passeios!

Raquel

 

#[5] Ler é crescer!

13597654_1018142498234467_1886648549_n(1)

Em regresso à normalidade e às rotinas “quase” normais. Quase porque o colégio só abre dia 1 e esta semana é daquelas em que avós, tios, tias-avós e amigos são bem-vindos para cuidar do traquina, a nossa sugestão é:

«501 Coisas para Descobrir»

SAMSUNG CAMERA PICTURES

O porquê da escolha? É um bom livro para estimular o cérebro dos os nossos pequenos exploradores enquanto são desafiados a ter que encontrar peixes, bolos, piratas, borboletas, animais da selva, notas musicais e muito mais… afinal de contas são 501 coisas para descobrir. Além disso, também os incentiva a contar, pois em cada página existem dezenas de descobertas para registar. Um bom passatempo para estes últimos dias de férias e para quem os quer manter entretidos.

SAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURES

Editor: Girassol Edições

Onde comprar: Wook

Também poderão gostar de:

 
O Pequeno Livro da Amizade - www.wook.pt

#Aos maridos cujas mulheres sofrem de ansiedade!

gallery-1457967561-woman-sat-at-desk-anxious

Se sabe que a sua mulher luta contra a ansiedade, então pode considerar que o seu casamento está em boa forma. Possivelmente ela escondeu durante muito tempo o seu segredo mais profundo. Demorei cerca de quatro anos para finalmente permitir que o meu marido percebesse que sofria de ansiedade.

Se ela for corajosa o suficiente para deixá-lo conhecer que vive com ansiedade, então isso significa que ela se sente suficientemente segura ao pé de si para se deixar ser vulnerável. Por isso, por favor, seja grato por ela confiar em si. Quando as pessoas permitem ser expostas nos seus relacionamentos alcançam uma maior cumplicidade. E, por mais confusa que a ansiedade dela lhe possa parecer, espero que encontre alguma paz no facto de saber que ela existe.

A publicação Psychology Today descreve a ansiedade como”… uma reação normal a situações de stress. Mas em alguns casos, pode torna-se excessivo.” É importante ter em mente que uma pessoa não cria a sua própria ansiedade. Se ela vive com ansiedade, então deve perceber que ela luta contra algo muito mais sério e grave do que os “simples” nervos que já sentiu provavelmente antes de um exame, uma apresentação ou uma reunião de trabalho.

Não vai ser fácil assistir à batalha dela contra a ansiedade e provavelmente vai-se sentir impotente. Vai sentir que não a consegue corrigir, principalmente porque não há nada para corrigir. Há, no entanto, algumas coisas que pode fazer enquanto parceiro para a ajudar a superar a ansiedade.

A ansiedade manifesta-se de forma diferente em cada pessoa. Regra geral, as pessoas que sofrem de ansiedade parecem ser totalmente normais, mas por dentro elas sentem que estão com o mundo fora de controle. Cada pessoa tem um gatilho diferente que desperta a sua ansiedade. Preste atenção à sua mulher, trabalhe com ela para entender quais são os seus gatilhos e depois faça o que puder para ajudá-la a suaviza-los.

Se a ansiedade dela se inicia sempre que ela tem uma agenda stressante, ajude-a durante esses dias loucos. Faça a lista de compras. Ofereça-se para cozinhar. Vá buscar as crianças à creche. Reagende a consulta do dentista das crianças para uma semana em que ela terá mais tempo livre. Em alguns casos a ansiedade é desencadeada por falta de sono. Se isso acontecer com a sua mulher, tente ajudá-la a dormir melhor. A chave é conhece-la ao máximo para conseguir ajuda-a (não é fazer tudo por ela).

Haverá momentos em que simplesmente não vai entender a ansiedade dela. Ela própria não consegue compreende-la. Vai ser frustrante, mas por favor, não grite com ela, não a menospreze. Em vez disso, ofereça-lhe um lugar seguro e fique ao lado dela. Mostre-lhe que se importa e esteja presente para ela.

A ansiedade pode ser humilhante e confusa para quem sofre dela. E ela não escolheu viver assim. Fazê-la sentir-se mal só vai aprofundar ainda mais o problema e gerar tensão no casal. O seu apoio vai certamente ajudá-la, mas ele nunca será um substituto de um médico. Se necessário, incentive-a a procurar um terapeuta. Ela pode precisar de tempo para analisar essa ideia. Portanto, seja paciente. Dê-lhe tempo para aceitar ajuda, da mesma maneira que você precisaria de tempo para aceitar o mesmo tipo de ajuda.

Isto não estava escrito nas vossas promessas de amor. Da mesma forma, que a ansiedade não foi algo que ela escolheu. A ansiedade não é uma escolha. A única escolha é saber como lidar com ela. Podem permitir que ela defina ou destrua o vosso relacionamento, ou podem escrever uma nova história, onde a ansiedade não é a personagem principal mas sim o vínculo entre duas pessoas.

Nota: este texto não foi escrito por mim. Foi adaptado por mim com base nas minhas pesquisas e leituras sobre o tema. O texto original pode ser visto aqui.

Foto credits: Google

#[5]Mães pelo Mundo – S.Diego

Mary Lauren, 28 anos, uma filha do mundo e da natureza, já viveu em 22 casas diferentes e actualmente vive em S. Diego com o marido e o filho Ezra. Tem umas das contas de Instagram mais seguidas e mais inspiradoras. Retrata a simplicidade da vida a três e tem uma forma de estar na vida encantadora.

week1week2week4Sem Título.png

#Style for the boys: Back to school

zara.pngothers

As férias estão a chegar ao fim e setembro é altura de renovar o guarda-roupa e adicionar mais stock de peças práticas para a escola.  E, enquanto aproveito estes dias livres, já andei namorar algumas peças online. Este ano estou virada para os cinzas, os amarelos torrados e os padrões: xadrezes e camuflados têm-me despertado atenção em detrimento dos azuis. Gosto de arriscar e criar conjuntos com vida, que avivam a personalidade alegre que ele tem. Quanto ao estilo mantenho-me fiel ao mix surfer vs skater.